logo-oficial.png

Somos especialistas em atender demanda judicial para medicamentos.

logo-oficial.png

Somos especialistas em atender demanda judicial para medicamentos.

Possível Molécula que elimina todas as etapas do vírus da hepatite C

Pesquisador de Araraquara cria 1ª molécula que elimina todas as etapas do vírus da hepatite C
Composto desenvolvido na Unesp age contra tipos mais comuns de vírus que circulam no país.
O doutorando em biotecnologia Paulo Ricardo da Silva Sanches, 29 anos, da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (Unesp) de Araraquara (SP) produziu a primeira molécula eficiente sobre todos os pontos do processo de multiplicação do vírus da hepatite C (VHC).
Ao contrário dos antivirais utilizados atualmente, o novo composto age nos processos de multiplicação, entrada e saída do vírus da célula.
Sanches é orientado pelo doutor em biologia molecular da Unesp Eduardo Maffud Cilli desde 2015, quando ingressou no mestrado. Juntos testaram sete moléculas até encontrarem a combinação perfeita: o ácido gálico, de origem natural, acoplado no peptídeo hecate, de origem sintética, formando um bioconjugado, batizado de ácido gálico-hecate.
Segundo o pesquisador, a molécula é capaz de eliminar os tipos 1, 2 e 3 do VHC que são mais comuns e circulam no Brasil.
A pesquisa é realizada no Laboratório de Síntese e Estudos de Biomóleculas (Lasebio) de Araraquara em parceria com o Laboratório de Estudos Genômicos (Lego), do campus da Unesp em São José do Rio Preto (SP), onde são avaliados os compostos. A parceria ajuda a pesquisa a ser mais precisa.
“É impossível ser especialista em tudo, então, a melhor coisa é a gente trabalhar com grupos especialistas para o desenvolvimento de moléculas e, neste caso, é o grupo da doutora em microbiologia Paula Rahal. A gente prefere entrar em participação com outro grupo e desenvolver uma pesquisa de qualidade, do que fazer de uma maneira superficial”, explica Cilli.
A pesquisa levou quase dois anos para a comprovação de que a molécula é eficiente contra o VHC . Agora, os pesquisadores querem diminuir os efeitos colaterais, que já são baixos, ao menor nível possível. CRÉDITOS DA MATÉRIA – PORTAL G1 QUER TER ACESSO A ESSAS E OUTRAS NOTICIAS ACIONE O NOTIFICADOR de PAGINA
Escrito por: Fast Medicamentos

Compartilhe!